3 de dezembro de 2012

Leitura: Orgulho e preconceito


Vamos falar de coisa boa? Vamos falar de Jane Austen! Já tinha ouvido falar muito (bem) dela, mas demorei bastante tempo pra transformar a curiosidade em objetivo e ler algum dos livros dessa autora. Tudo mudou quando, por acaso, encontrei "Orgulho e Preconceito" na biblioteca.

No começo, achei o livro meio chato, confesso, porque achei que os fatos que se passavam na história pareciam insignificantes, mas conforme a leitura avançava, eu percebi que eles serviam de base pra o que aconteceria depois. Antes que ninguém entenda nada, vou explicar a história:

"Orgulho e Preconceito conta como na sociedade inglesa do século XIX era difícil pra uma garota que não tinha dote (leia-se: pobre) conseguir se casar (amor pra que, né?)."



Bom, essa é a visão geral, e não é assim que eu vejo. Pra mim, além da crítica que ela faz à sociedade da época, é uma história de amor, a história do amor (awn) de Mr. Darcy por Elizabeth, que, conhecendo a reputação de preconceituoso dele, não quer nem saber do moço. Ela acha que todas as gentilezas dele são apenas para debochar da condição financeira inferior à dele, mas com o tempo descobre que não é bem assim...




Antes de Elizabeth vencer seu orgulho e decidir se gosta ou não de Mr. Darcy também, acontecem muitas outras coisas, envolvendo Eliza Bennet e sua família.




Apesar do livro ser antigo (1813, gente!) a linguagem é fácil de ser entendida e, mesmo a história sendo longa, dá muita vontade de saber o que vem em seguida. Orgulho e Preconceito, tem momentos tocantes e outros engraçados.




Ficou com vontade de ler? Dá pra comprar aqui, aqui ou aqui por precinhos interessantes.

Nenhum comentário :

Postar um comentário

Então, o que achou?
Sua opinião é sempre importante (:

;